POSITAL

Senha ou email incorretos. Por favor, tente novamente.

Certificados e declarações

Quality Policy

Nós continuamente acompanhamos e gerenciamos a qualidade em todas as nossas operações. Nossas subsidiárias são certificadas com a ISO 9001: 2008, o que significa que cumprem os padrões de fabricação e de gestão da qualidade rígidos estabelecidos pela ISO, a Organização Internacional de Padrões.

Baixe o certificado ISO 9001:2015

Baixe o certificado ISO 14001:2015

Diretiva REACH

REACH é a regulamentação da UE que rege a colocação no mercado de substâncias químicas. É um acrônimo para o "Registro, Avaliação e Autorização de Produtos Químicos". FRABA não fabrica ou distribui qualquer produto que intencionalmente libera substâncias químicas, ou qualquer substâncias potencialmente perigosas, como descrito na diretiva REACH. Por isso nossos produtos não são afetados pela directiva REACH e não necessitam de registro.

EG-VO 1907/2006 - REACH

Diretiva RoHS

RoHS é a diretiva da UE que restringe o uso de determinadas substâncias perigosas em equipamentos elétricos e eletrônicos (produtos EEE). RoHS determina que os produtos de EEE não devem conter mais do que 0.1% (exceto para o cádmio, que é limitado a 0,01%) por peso de material homogêneo de qualquer uma das substâncias enumeradas. Material homogêneo significa um material que não pode ser separado mecanicamente em diferentes materiais.

FRABA está em conformidade com todos os requisitos das diretivas de RoHS (2002/95/CE) e RoHS2 (2011/65/UE).

RoHS II Declaration

Diretiva WEEE

A diretiva WEEE visa impedir que resíduos constituídos por equipamentos elétricos e eletrônicos de serem introduzidos no fluxo de resíduos. Se o dispositivo é coberto pela diretiva, ele coloca a responsabilidade para a eliminação, e ou reciclagem dos WEEE, em seu produtor.

Os produtos fabricados ou distribuídos pela FRABA não são cobertos no âmbito da Diretiva WEEE, porque eles não se enquadram em nenhuma das categorias definidas de produtos. Nossos produtos são sempre integrados em sistemas maiores ou partes do equipamento e, portanto, não são equipamentos independentes (stand-alone), conforme definido pelo Comitê de Adaptação Técnica (TAC).